• Lucas Cruz

Centauro aumenta de novo oferta pela Netshoes


Escala de ofertas que começou em abril já elevou o preço da varejista de artigos esportivos em 75%, de 2 para 3,50 dólares por ação.


A esperada tréplica na disputa pela varejista online Netshoes veio na madrugada desta quarta-feira. A varejista de artigos esportivos Centauro aumentou a oferta pela concorrente para 109 milhões de dólares, ou 3,50 por ação. A escalada começou no fim de abril, quando a varejista Magazine Luiza ofereceu 62 milhões de dólares, ou 2 dólares por ação, pela Netshoes. A Centauro subiu a aposta para 2,80 dólares na semana passada, e a Magalu elevou sua oferta para 3 dólares no domingo.


Agora, a nova oferta da Centauro eleva ainda mais o valor final da combalida Netshoes. Segundo EXAME revelou ontem, o valor final da companhia já está perto de 1 bilhão de reais, se somados 480 milhões de reais em dívidas totais, dos quais 150 milhões são pendências ainda não reportadas no balanço.


O contra-ataque da Centauro era esperado. O Magazine Luiza, ao fazer sua oferta na noite de domingo, ficou apenas 30 milhões de reais acima da proposta concorrente. Sua estratégia foi ganhar os acionistas da Netshoes não necessariamente no dinheiro, mas no conjunto da obra. A oferta da Netshoes, afinal, já foi aprovada pelo Cade, o conselho de defesa da concorrência, uma agilidade que pode ser vital para a sobrevivência da Netshoes.

O próprio conselho da Netshoes aprovou o novo preço oferecido pela concorrente, citando necessidade imediata de quase 150 milhões de reais para manter o negócio em funcionamento. O temor é que um negócio com a Centauro, por envolver duas empresas concorrentes em artigos esportivos, leve a uma análise mais morosa do Cade, o que pode acabar por colocar a sobrevivência da Netshoes em risco.


Em carta enviada ontem aos acionistas da Netshoes, Pedro Zemel, presidente do conselho da Centauro, tratou de afastar esses temores. Segundo Zemel, o Magazine Luiza já vende em seu site mais de 99 mil variedades de produtos em esporte e lazer. Ele se refere, principalmente, a produtos negociados por terceiros, via market place, dentro da plataforma online da varejista especializada em móveis e eletroeletrônicos.


A Centauro abriu capital este ano na B3 e prometeu a seus investidores ampliar sua presença online. Tem a seu favor um potencial ganho maior com sinergias e a possibilidade de usar imediatamente o estoque de produtos da Netshoes, avaliado em 400 milhões de reais. Tem menos caixa à disposição que a gigante Netshoes, mas, pela oferta feita nesta quarta-feira, mostrou estar disposta a levar a disputa adiante.


Os acionistas da Netshoes têm assembleia marcada para esta quinta-feira para discutir as ofertas na mão. A disputa lhes tem feito bem, já que o valor de mercado da varejista, negociada em Nova York, subiu quase 50% em uma semana. Para especialistas, no que depender da Centauro, a guerra continua. “Quanto você pagaria para tirar um concorrente da jogada em seu principal negócio?”, pergunta um executivo do setor.


Fonte: exame.abril.com.br

0 visualização